Discurso de casamento: 7 erros a serem evitados

Falar em público é uma habilidade de poucos, mas se você se foi contratado ou convidado para fazer um discurso de casamento é porque há pessoas que confiam na sua capacidade e acreditam que você não vai cometer os 7 erros a seguir.

Os deslizes que vou compartilhar são constatações que assisto ao vivo nos casamentos que celebro e também relatos que ouço de clientes e parceiros, portanto, são alertas que valem tanto para quem vai celebrar um casamento completo como para quem vai discursar para homenagear os noivos.

Sobre os discursos de homenagem, diferentemente de casamentos em outros países, onde estes são deixados para o momento dos brindes, no Brasil, tem se tornado comum os noivos convidarem uma ou mais pessoas para discursarem durante a cerimônia de casamento (e é aí que mora o perigo).

Discursar num ambiente de festa, relaxado e tranquilo, é muito diferente do que falar no decorrer de uma cerimônia organizada que, mesmo que seja informal, sempre seguirá alguns procedimentos para que alcance seu objetivo de ser especial para o casal.

Fotografia: Hava Photo Art

E como celebrante profissional estou habituada a ouvir declarações comoventes ditas por amigos ou familiares, como foi a dessa linda senhora da foto; mas, inevitavelmente, também presencio cenas constrangedoras quando alguém, apesar das boas intenções, está despreparado(a) para pegar o microfone num momento tão importante.

Portanto, se você deseja que suas palavras sejam lembradas com prazer ao invés de arrependimento, convém analisar os tópicos abaixo que são erros a serem evitados durante um discurso de casamento.

  1. Improvisar

Falar em público de improviso, sem nenhum treinamento ou ensaio prévio, não é fácil nem para atores vencedores de Oscar.

E pode observar que vire e mexe alguma celebridade se coloca em situação de “cancelamento” justamente por falar sem refletir ou avaliar o contexto, por isso, não confie na estratégia do “vou falar do coração o que vier no momento”.

Tudo bem que se um dos noivos for um filho(a) ou neto(a) ou amigo(a) de infância, você talvez saiba de cabeça o que poderia dizer a respeito dele(a), ainda assim, evite improvisar.

Tenha em mente que, a princípio, o casamento é um evento único na vida do casal, por isso, não subestime o nervosismo que você estará na hora h.

Dias antes da cerimônia, tome um tempo para organizar suas ideias, anotar os tópicos que deseja lembrar ou ainda para escrever o seu discurso completo.

Se for possível, ensaie. Isso mesmo, repasse o seu discurso sozinho(a), na frente do espelho ou para outra pessoa do seu convívio, ouça os feedbacks e anote o tempo que está levando.

Ensaiar é a melhor forma de adquirir confiança e corrigir falhas, tanto na fala como na postura.

  • Falar demais

Falar demais é outro erro comum durante um discurso de casamento e o principal motivo é a falta de preparação já comentada no item anterior.

Se não treinar não terá noção de quanto tempo precisa para concluir seu discurso, logo, as chances de se alongar além do necessário são grandes e por já ter passado por isso no começo da minha carreira posso garantir que não é nada confortável ver a plateia cansada da sua fala.

Para quem não tem ideia de qual seria um bom parâmetro de duração para um discurso bonito, eu te digo, anota aí: no máximo 5 minutos se você for homenagear os noivos e 45, no geral, se for celebrar o evento completo.

Mais do que isso você já corre o risco de estar “enchendo linguiça” e desviando o foco da cerimônia.

  • Falar sobre si

Outra gafe recorrente durante um discurso de casamento é falar sobre si ao invés dos noivos.

No casamento, tudo que for dito deve ser sobre os noivos e para os noivos e não sobre você, por mais motivadora que seja sua história.

Sua experiência pessoal é o seu maior tesouro e sempre guiará seus sentimentos e suas palavras, mas você não precisa contar detalhes dos seus relacionamentos no discurso de casamento de outra pessoa.

Ao invés disso, se for homenagear, escolha relatar uma experiência carinhosa que tenha vivenciado com o casal e explique por que esse episódio se tornou marcante em sua vida.

Já se for celebrar, além de estudar a história dos noivos, recomendo citar na sua fala alguns convidados presentes e que compartilharam momentos em comum com os noivos. Essas conexões prendem a atenção de quem está ouvindo, deixando o discurso mais dinâmico e envolvente.

Aproveite a chance também para enaltecer algumas qualidades e características do casal (e não apenas de um deles!) e, por fim, deixe registrado tudo de melhor que deseja para o futuro dessa nova família.

  • Constranger o casal

Uma pitada de bom humor é sempre bem-vinda, pois traz descontração e leveza, mas de forma alguma fale coisas que possam constranger o casal ou a qualquer outra pessoa presente.

Risque do seu roteiro piadas de gosto duvidoso, comentários que possam ser interpretados como preconceituosos ou intolerantes e também qualquer palavra ou colocação grosseira.

Evite ainda contar fatos ou situações muito íntimas do casal ou de um deles. Você pode até achar que vai arrasar, fazendo todos caírem na gargalhada, mas poderá não agradar quem realmente deveria: os noivos.

Tenha empatia e na dúvida se deve ou não compartilhar algum momento cômico do casal, a resposta é não. Deixe para outro momento, sem microfones ou celulares gravando.

Lembre-se que casamento é uma celebração de união e alegria, não de controvérsias ou vergonha para os noivos.

  • Ler textos de terceiros

Na falta de palavras próprias alguns recorrem a textos de terceiros para ler no discurso de casamento, contudo, isso pode ser arriscado se você não estiver familiarizado(a) com a obra escolhida ou não for um excelente leitor(a).

Ler em voz alta requer prática, especialmente se forem textos longos e complexos. Mais cautela ainda será necessária se escolher ler poesias com rimas, que exigem um ritmo preciso para serem bem compreendidas.

Por isso, quanto mais simples e sincera for sua mensagem, maior será a chance dos noivos se emocionarem e dos demais convidados se identificarem com o que você está falando.

A dica que dou é a mesma que repasso aos casais quando eles vão escrever seus votos matrimoniais: opte por uma linguagem que você está acostumado(a) e use palavras que já são do seu vocabulário.

  • Fazer sermão religioso

Exceto se você foi requisitado especificamente para esse fim, não deve fazer sermão religioso num discurso de casamento.

A(o) celebrante deve alinhar previamente este quesito com os noivos e jamais trazer conteúdo religioso de surpresa no discurso.

No caso de homenagem, quando os noivos convidam um amigo ou parente para falar algumas palavras em sua cerimônia, no geral, esperam ouvir colocações de carinho, apoio e esperança.

Proclamar as verdades da sua ordem religiosa, especialmente se você não estiver oficialmente presidindo a cerimônia, é uma atitude desagradável e que infelizmente acontece com frequência.

Num casamento é comum haver pessoas com diferentes crenças e linhas de pensamento, portanto, manter a neutralidade religiosa é uma questão de caridade e gentileza, coisas que podem combinar muito bem com os ensinamentos da sua própria religião, especialmente se você for cristão.

Lilian Costa – Celebrante profissional

Lembre-se que Jesus, assim como outros grandes líderes religiosos da humanidade, tinha um perfil humilde, tolerante e piedoso e jamais forçava seu discurso ou tentava intimidar, convencer, ameaçar ou coagir quem quer que fosse.

Portanto, reforço: se você não foi contratado ou convocado para dar sermão religioso, ofereça apenas o seu discurso de amor e amizade, o que sozinhos já são uma atitude divina.

  • Desrespeitar o combinado

Se foi combinado um limite de tempo para seu discurso: respeite. Se foi sugerido um tópico específico para você abordar: respeite. Se foi alinhado para fazer apenas uma oração simples: respeite. Se foi recomendado não mencionar fatos tristes, como mortes ou doenças: respeite. Se foi pedido para não comentar sobre relacionamentos anteriores: respeite.

E, por último, se perceber que, por qualquer motivo, não vai dar conta da grande responsabilidade que é discursar num casamento, converse honestamente com os noivos e busque uma alternativa que não vá prejudicar a realização do sonho deles.

Como escolher o Celebrante de Casamento ideal para o dia mais feliz da sua vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s